Concurso Chef Universitário Bem Brasil é estímulo para alunos de Gastronomia

Realizado nesta terça, 14 de novembro, o concurso “Chef Universitário Bem Brasil” é uma  parceria com a Universidade de Franca (Unifran) e tem como objetivos desenvolver a criatividade e estimular as atividades práticas dos alunos do curso de Gastronomia.

 

A Bem Brasil Alimentos, maior indústria de batatas pré-fritas congeladas do país, e a Universidade de Franca (Unifran) estão juntas na promoção do concurso “Chef Universitário Bem Brasil”, que será finalizado no próximo dia 14 de novembro. O concurso envolve os alunos do curso de Gastronomia da Unifran, que colocarão em prática toda sua criatividade e espírito de equipe para produzir pratos inovadores com os produtos Bem Brasil.

 

Por iniciativa do professor Thiago de Ávila, os preparativos deste concurso ocuparam o semestre inteiro de 56 alunos, divididos em 11 trios do período diurno e 15 do noturno. “Os variados cortes de batata Bem Brasil foram sorteados entre os alunos, pois são a base dos pratos que serão avaliados por uma banca de três jurados”, explica o professor. “O concurso vai contemplar criação, organização e  montagem. É como se fosse um trabalho de criação, onde todos os aspectos de um bom prato, como criatividade e sabor, finalmente serão avaliados. Nesta segunda, 13/11, haverá o pré-preparo dos ingredientes e na terça, 14/11, o concurso finaliza as aulas deste semestre. 

Para a Bem Brasil, esta é uma das iniciativas que a empresa passou a adotar em 2017, com a inauguração de sua segunda planta industrial, no sentido de se aproximar dos vários públicos consumidores potenciais de seus produtos. “A aproximação da marca na área acadêmica, para nós, é considerada tão importante quanto as donas de casa, por exemplo, pois ali estão as pessoas que farão escolhas de bons produtos para suas atividades, no âmbito profissional. Elas já irão para o mercado de trabalho sabendo que podem contar com a qualidade das batatas pré-fritas e demais produtos da Bem Brasil como diferencial”, aposta Juliana Monteiro, supervisora de Marketing da empresa.

Para o professor Thiago Ávila, gastronomia é um curso complexo, muito mais do que cozinhar, propriamente, pois contempla várias disciplinas. A proposta do curso é formar profissionais para todos os portes de uma cozinha, seja de um grande hotel, seja de um bar e restaurante, seja de uma lanchonete, e essas dinâmicas ajudam na construção desses vários perfis.

 

Competição

 

Durante a competição, os alunos formarão grupos de três integrantes cada, que serão responsáveis por criar um prato principal utilizando pelo menos um produto da marca Bem Brasil Alimentos. Entre as diversas opções, os estudantes terão à sua disposição: Batata Bem Brasil Tradicional; Bem Brasil Anéis de Cebola; Batata Bem Brasil Corte Caseiro; Batata Bem Brasil Corte Especial 9 x 18; Batata Bem Brasil Noisettes; Batata Bem Brasil FastFood, além dos novos produtos, como os cortes de batata pré-frita congelada ‘fatiada’, ‘ondulada’ e ‘crinkle’, e o purê de batatas (não congelado).

Os grupos devem preparar quatro unidades do prato, sendo três para os jurados e um para fotos. Também deverão explicar a composição do prato que elaboraram aos jurados, enfatizando como utilizaram as batatas e demais componentes. O Chef Thiago Ávila, frisa que não haverá professores auxiliando as equipes na cozinha e que, além da criatividade, “o espirito competitivo, a integração da turma e o trabalho em equipe são pontos a serem desenvolvidos, fazendo jus ao mercado de trabalho, pois são fatores essenciais para o crescimento profissional”.

Os três jurados experimentarão todas as receitas e darão notas para os pratos, que serão somadas para a nota final de cada grupo. Os vencedores serão anunciados imediatamente após a competição, no próprio dia 14.

 

Sobre a Bem Brasil

 

A Bem Brasil está no mercado brasileiro há 10 anos e conta com duas unidades fabris no Triângulo Mineiro, em Araxá e Perdizes. A indústria hoje gera mais de 600 empregos diretos e cerca de 2000 indiretos na região. Sua produção anual é de 100 mil toneladas/ano, mas com a nova unidade de Perdizes em plena atividade, poderá entregar ao mercado consumidor brasileiro, 250 mil toneladas, o que representa 55% do consumo nacional do produto. Em 2016, a marca conquistou a liderança de consumo nos lares brasileiros e expande a passos largos, rumo à FSSC 22000 (FoodSafety System Certification) – sistema de certificação em segurança de alimentos com reconhecimento global.