Carboidrato do bem

Carboidrato do bem10/01

A batata é versátil, gostosa, nutritiva e o melhor: ao contrário do que muitos pensam, ela não engorda.

A batata é uma das fontes de alimento mais populares em todo o mundo. Muito versátil, pode ser servida como prato principal ou acompanhamento, além de ser base para massas de tortas e pães. O grande problema no consumo das batatas é que, muitas vezes, elas são classificadas como altamente calóricas. Isso é uma inverdade, já comprovada em diversas pesquisas realizadas nos últimos anos.

A primeira coisa que precisa ser desmistificada é considerar as calorias como algo ruim. Caloria nada mais é que a quantidade de energia que um alimento fornece ao corpo depois de ingerido. E todos nós precisamos de calorias para poder realizar as atividades do dia a dia. Assim, para uma alimentação saudável, não basta cortar calorias. É preciso escolher alimentos que ofereçam nutrientes junto com as calorias, e combiná-los com outros alimentos que possam balancear os nutrientes necessários para uma alimentação equilibrada.

A realidade é que a batata é um “carboidrato do bem”: fonte de energia excepcionalmente saudável, com pouca gordura e de baixa caloria – cada 100 gramas de batata crua têm cerca de 100 kcal. Ela possui alto índice de fibra alimentar e de vitamina C. Também concentra vitaminas B1, B3 e B6 e minerais como potássio, ferro, fósforo e magnésio. Ainda protege contra doenças do coração e o envelhecimento precoce. O melhor: nutricionistas têm incluído a batata no cardápio de regimes, pois a sensação de saciedade que vem do consumo da batata pode ajudar a controlar o peso.

 

Pesquisas

A afirmação da batata como alimento saudável está baseada em pesquisas recentes. Em 2014, um instituto norte-americano propôs a 90 homens e mulheres com sobrepeso três dietas: uma de baixa caloria e índice glicêmico baixo; outra de baixa caloria, mas com alto índice glicêmico e, para controle, uma dieta sem restrições. A todos foram oferecidas receitas saudáveis e a exigência de incluir de cinco a sete porções de batatas por semana nas refeições.

Após três meses, o resultado foi que os três grupos mostraram redução de peso, sem diferenças expressivas entre eles. Também não foi constatado aumento de glicose ou de insulina no sangue, o que comprovou a eficácia da batata para auxiliar o controle do diabetes.

Outro estudo, realizado por nutricionistas europeus, mostrou que a batata ajuda a reduzir a pressão arterial. Durante um mês, pacientes com sobrepeso e pressão arterial alta que participaram da pesquisa comeram entre seis e oito batatas, duas vezes ao dia. As batatas foram preparadas sem molhos ou gorduras. Além de verificarem que a pressão arterial foi reduzida, os nutricionistas comprovaram que nenhum dos pacientes ganhou peso.

 

Praticidade

Como se não bastassem todas essas vantagens, a batata ainda é um alimento muito prático. Mais ainda quando é adquirida congelada, bastando finalizar o prato e a apresentação. Mas a batata pré-frita não é mais calórica? Muito menos do que você imagina: uma porção de batata pré-frita (85g) possui cerca de 100 kcal.

Há várias opções de receitas em que elas podem ser utilizadas de maneira saudável, principalmente as batatas com casca, que possuem mais fibras, e as que são indicadas especialmente para finalização no forno. O segredo é não misturar a batata com outros carboidratos, como arroz, feijão, farofa e macarrão, por exemplo.

Sirva as batatas assadas (não é preciso acrescentar óleo na preparação) como acompanhamento para carnes magras e peixes. Junte uma salada verde e legumes, como cenoura, vagem, brócolis e couve-flor, cozidos no vapor e temperados com sal e um fio de azeite. Tudo saudável, delicioso e sem culpa!

 

Por: Ana Consenza – Assessoria de Imprensa Bem Brasil Alimentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *